Cogumelo Shiitake: auxílio no controle do colesterol

O colesterol é insolúvel em água, consequentemente no sangue também. Ter colesterol alto é prejudicial à saúde, pois está associado a um risco maior de doenças do coração. O ser humano possui dois tipos de colesterol, que é o bom e o ruim ao organismo.

O HDL é o “bom” colesterol, o que ajuda a remover o colesterol das paredes das artérias. Ele carrega o colesterol das células do corpo para o fígado, para reutilizá-lo, convertê-lo em ácidos biliares ou descartá-lo.

Já o LDL é o colesterol “ruim” porque altas concentrações dele no sangue estão associadas a um maior risco de doenças do coração. O LDL se oxida e se deposita nas paredes das artérias para iniciar uma doença conhecida como arteriosclerose.

É muito comum ouvirmos falar que as fibras dos alimentos diminuem o colesterol. Os cogumelos, por serem ricos em fibras, foram estudados para comprovar tais teorias.

Em 1960, a Universidade de Shizuoka – cidade de Matsuyama – fez uma experiência com roedores, misturando à ração 11 espécies de cogumelos, sendo alguns deles o shiitake, o shimeji e o enoki, espécies as quais o Grupo Urakami oferece ao mercado. Foram pesquisadas quais as influências eram geradas no colesterol do fígado e gorduras neutras. Desta experiência foi constatado que 7 das 11 espécies misturadas reduziam realmente o colesterol ruim (shiitakeenoki e mais 5 espécies).

Dessas 7 espécies de cogumelos que proporcionaram resultados positivos à pesquisa, a que mais se destacou foi o shiitake, apresentando resultados extraordinários por conter eritadenine, substância hipocolesterêmica, responsável pela redução do colesterol no sangue.

Cuide do seu coração. Inclua cogumelos em sua dieta diária!